Safari Amazonico

Receptivo Manaus

Safári Amazônico

 Saídas: terça, quinta, sábado e domingo
 Horário: 9:00 às 16:30
 Embarcação: Lancha Rápida (poltronas acolchoadas, toalete, minibar e garçom, fotografia)
 Pagamento:Dinheiro / Débito/ Crédito até 3x sem juros
 Incluso: almoço (bebidas à parte), guia bilíngue,taxas de visitação (botos e comunidade indígena)
 Valor: R$ 175,00+ R$ 5,00 taxa de embarque / com traslado (hotel – porto – hotel)
 Valor: R$ 145,00 + R$ 5,00 taxa de embarque / sem traslado
 *Crianças entre 6 a 11 anos pagam 50% do valor / De 0 a 5 anos são cortesia 

Saindo do porto (Roadway), iremos subir o Rio Negro em direção à plataforma flutuante de contemplação dos botos. A viagem segue com destino à uma comunidade indígena para participar de um ritual de apresentação. Logo após vamos descer o Rio Negro passando pela orla da cidade em direção ao Parque Ecológico Janauary para visitar as vitórias-régias. No local será servido um almoço regional (cardápio à base de peixes, de carne ou frango, saladas e acompanhamentos, buffet: self-service). Visita à comunidade de casas flutuantes do Catalão para a contemplação do Pirarucu (Arapaima Gigas), o gigante das águas doces, nativo da Amazônia. Depois o passeio segue em direção ao fenômeno Encontro das Águas.

OBS.: Em cumprimento a uma determinação do IBAMA e em respeito ao TURISMO CONSCIENTE, não promovemos CONTEMPLAÇÃO DOS BOTOS às segundas, quartas e sextas-feiras.

ATENÇÃO:Os botos são animais sensíveis e visando a segurança dos visitantes e o bem-estar dos animais alguns cuidados são necessários:

  • Não tocar intencionalmente os botos;
  • Não gritar;
  • Não alimentar;
  • Não usarprotetor solar, repelente, creme ou óleo de corpo. Quando em contato com determinados produtos os botos têm seus olhos e olfato agredidos.

Informativo importante:No período da vazante (Setembro a Dezembro) de acordo com nível dos rios, há probabilidade da visita às vitórias-régias ser suspensa, sendo substituída por uma caminhada na selva vislumbrando espécies de plantas da Amazônia. Nesta época há um fenômeno nos rios chamado Piracema (movimento migratório dos peixes) o que influencia, em alguns casos, com que os botos sigam um cardume que esteja de passagem, e por esse motivo não apareça como de costume no local onde levamos nossos visitantes para essa interação, ou seja, há possibilidades de não ocorrer à interação com os botos, fato este que só poderemos concluir in loco no dia do passeio.

SUGESTÃO: Levar dinheiro trocado para o caso de compras de artesanato e consumo no bar; roupas leves e claras; toalha e roupas de banho; protetor solar e repelente de insetos.

contato por whats 92-98181929